sábado, 31 de julho de 2010

O que é sexo Oral?


De acordo com a psicóloga e sexóloga Carla Cecarello, o sexo oral é uma variação da prática sexual.

Embora seja senso comum acreditar que o sexo oral é o contato direto da boca e da língua com os órgãos genitais, o termo se refere a qualquer estimulação sexual dos lábios nas mais variadas partes do corpo.

Carla ainda explica que o oral pode levar ao orgasmo sem haver, necessariamente, a penetração.

Há termos que determinam o tipo do sexo oral. Quando o contato ocorre entre os lábios e o pênis chama-se felação, ao passo que o estímulo com a boca na vagina é o cunilingus. Não se pode esquecer que o anulingus significa o oral feito no ânus.

DÚVIDAS

1 - Sexo oral deve ser feito com camisinha?
O sexo oral deve ser feito sim com preservativo, pois é possível contrair doenças com esta prática.

2 - É possível transmitir HIV no sexo oral? E mais quais doenças?
Sim, é possível. Principalmente se a pessoa tiver uma cárie ou uma ferida na boca, pois o vírus entra em contato com a corrente sanguínea rapidamente desta forma. Outras doenças que também podem ser transmitidas são herpes, HPV, sífilis, gonorréia, além de hepatites B e C.

3 - É possível chegar ao orgasmo com o sexo oral?
Sem dúvida que sim, desde que as pessoas estejam à vontade e excitadas.

4 - Engolir ou não engolir o esperma?
Aí vai da vontade de cada um. Mas para engolir é fundamental saber bem com quem se está transando, já que durante a prática sem preservativo há riscos de contrair doenças.

5 - O cheiro pode atrapalhar a excitação na hora do sexo oral?
Não, desde que o cheiro não seja algo insuportável. Há homens e mulheres que tem um cheiro mais forte. Pode ter certeza de que estas pessoas possuem algum corrimento, bactérias, etc.

6 - Sexo oral no ânus é prejudicial à saúde?
É bom lavar o ânus antes desta prática, pois o contato direto da língua com as fezes, mesmo que em pequena quantidade, pode trazer doenças.

POSIÇÕES

Para que qualquer prática sexual seja prazerosa, é importante atentar-se às posições. O homem e a mulher devem estar confortáveis e à vontade para explorar o corpo do parceiro.

No sexo oral não poderia ser diferente. "A melhor posição é a que deixa os genitais mais expostos", explica a psicóloga e sexóloga Carla Cecarello. Além disso, a criatividade ajuda nesta hora.

"Não existe certo ou errado, o negócio é querer dar prazer. Não se deve ter medo de ousar para testar novas posições", afirma a personal sex trainer Fátima Moura.


Para o homem fazer na mulher

Para que o homem não tenha de perder tempo ao procurar o clitóris da parceira, ela pode dar uma ajudinha. A posição "frango assado" é uma ótima escolha, já que a mulher fica com as pernas abertas e erguidas.



Para o homem fazer na mulher

A personal sex trainer Fátima Moura aconselha a mulher se sentar em uma cadeira com as pernas erguidas para que o parceiro tenha um melhor alcance da região.



Para o homem fazer na mulher

Na cama ou no sofá, ela ainda pode se deitar na beirada para que o homem ajoelhado tenha uma visão privilegiada.



Para a mulher fazer no homem

O bom e velho 69 funciona muito bem, porque além de a parceira enchê-lo de tesão com um delicioso sexo oral, ela também recebe os estímulos da boca masculina.



Para a mulher fazer no homem

Outra boa posição é o homem ficar deitado de barriga para cima, com as pernas abertas. Ali, a parceira se encaixa e faz dele o que bem entender.





BRINCADEIRAS


Para enlouquecer um homem

No sexo, tanto o homem quanto a mulher devem estar de comum acordo para experimentar novas práticas. Durante o oral, é importante que ela esteja disposta a "cair de boca" no parceiro sem preconceitos e pudores.

Mais excitante do que inventar brincadeirinhas safadas, é ela demonstrar ao parceiro que sente tesão ao tocar, chupar e mordiscar o pênis. "A mulher deve olhar para o parceiro, porque assim ele consegue ver a expressão de prazer no rosto dela", afirma a personal sex trainer Fátima Moura.

Segundo Fátima, os lubrificantes podem se converter em brinquedos eróticos. "Basta colocar lubrificante com sabor no pênis dele e depois deslizar com as mãos e com os lábios", ensina a profissional.

Para quem o ato sexual inclui a mistura de sentidos, vale brincar com o paladar. Que tal espalhar chantilly ou leite condensado no "menino" dele e retirar delicadamente com a língua? "O segredo é pôr uma quantidade pequena e retirar imediatamente. Substâncias meladas podem incomodar nos pêlos pubianos", afirma Fátima.


Para enlouquecer uma mulher

O sexo oral para as mulheres tem um significado especial. Afinal, se ele está disposto a acariciar o seu órgão genital com a boca é porque sente muito tesão por ela. E o melhor de tudo é que o parceiro não mede esforços para levá-la ao êxtase. Portanto, os lábios masculinos podem se converter em um poderoso instrumento para o orgasmo.

É ainda mais gostoso para elas serem surpreendidas com brincadeiras criativas e picantes. Para isso, basta usar produtos simples para aquecer o oral nela. Vale usar até mesmo o que há em casa.

Experimente colocar uma pequena quantidade de sorvete sobre os lábios vaginais e chupar delicadamente. Esteja certo de que já foi percorrido meio caminho para conduzi-la ao orgasmo.

Bombons com licores podem adoçar a prática. Morda o chocolate, coloque só um pedacinho na boca e parta para o oral. Se preferir, deixe cair o licor no clitóris e retire com a ponta da língua. Ela vai tremer de tesão.

Os sex shops são um universo promissor para o sexo oral na mulher. Os géis são uma delícia para brincar de aquecer, esfriar e excitar. Tome cuidado com a quantia, porque a sensibilidade térmica varia de pessoa para pessoa.

BE-A-BÁ DO ORAL

Para levar o homem ao delírio

Se em toda nova relação de sexo oral surge aquela dúvida "como começo?", prepare-se para aprender o passo-a-passo. Depois deste guia prático, você vai se considerar uma expert. Portanto, mãos e lábios à obra.

Com as mãos, faça movimentos de vaivém na base do pênis. "Isso ajuda a ter noção do tamanho do para saber quanto colocar na boca", ensina a psicóloga e sexóloga Carla Cecarello.

Ainda segurando a base do pênis, alterne beijinhos leves e beijos molhados de baixo para cima. Enrijeça os lábios no formato do pênis e com movimentos ritmados chupe-o por alguns instantes.

Suba e desça a língua por todo o pênis, mas se concentre na glande, porque é a parte mais sensível e, conseqüentemente, a que dá mais tesão. Chupe a cabeça do pênis como se fosse um delicado pirulito; alterne lábios, língua e beijos sempre.

Não se esqueça de estimular os testículos ao mesmo tempo. "Encha a mão com os testículos, mas tome cuidado para não apertar com força, porque é uma região sensível", diz Carla.

Embora pequenas mordidas excitem e apimentem a transa, é fundamental ficar alerta para não perder a medida e acabar machucando o pênis do parceiro.

Uma dica de ouro para o oral bem sucedido é fazê-lo com vontade. "A mulher deve ficar na posição em que ele veja o rosto dela para sentir prazer", diz a personal sex trainer Fátima Moura.

Para levar a mulher ao delírio

Em toda prática sexual, a mulher precisa de um clima erótico para conseguir atingir o orgasmo. Portanto, não economize esforços para dar o máximo de prazer a ela. Não ter pressa é a chave do sucesso.

Primeiro, tire cada peça de roupa dela bem devagar como se isso fosse um jogo. Conduza-a para debaixo do chuveiro e acaricie todo o corpo dela. Então, beije cada centímetro da pele feminina e, quando perceber a excitação, concentre os beijos na parte interna das coxas.

Neste momento, procure um lugar e uma posição confortável para que você possa explorar a vagina da parceira. Agora é a hora de caprichar nas preliminares. Lamba as coxas, beije o abdome e, por fim, toque a vagina com os lábios.

Enrijeça a língua e estimule o clitóris. "Os movimentos devem ser ritmados e contínuos para deixá-la cada vez mais excitada", ensina a psicóloga e sexóloga Carla Cecarello. Ou seja, se você mexer a língua na horizontal e depois na vertical, o resultado será frustrado, porque a mulher tem de ser estimulada sempre com o mesmo movimento.

A personal sex trainer Fátima Moura afirma que a língua deve acariciar o clitóris inicialmente devagarinho e depois com um pouco mais de força. "É importante ele ficar atento e perceber a intensidade de que a parceira gosta", diz.

Quando sentir que ela está com bastante tesão e lubrificada, aproveite para introduzir o dedo na vagina enquanto faz o oral. O segredo é manter as carícias no momento em que a mulher alcança o orgasmo.


Dicas para eles

Para que a mulher consiga ter orgasmo, é necessário investir nas preliminares. Não hesite ao despi-la e ao acariciar cada parte do corpo dela. A dica de ouro é jamais ir às vias de fato no sexo oral na mulher.

Deixe-a à vontade durante a prática. Aproveite para tocar outras partes com as mãos enquanto sua boca se dedica à vagina. A mão-boba pode passear pelos seios, barriga, coxas e onde mais a imaginação permitir.

Como há o risco de transmissão de HIV e outras doenças, como herpes, lembre-se de usar o preservativo com o intuito de evitar o contato direto da boca com a vagina. "Nas sex shops existem preservativos de língua. Mas dá para rasgar uma camisinha em retângulo e colocá-la na vagina ou mesmo usar insulfilm de cozinha", diz a psicóloga e sexóloga Carla Cecarello.

Segundo a especialista, muitas mulheres rejeitam receber sexo oral por vergonha do cheiro da vagina. "Isso pode ser resolvido com um banho a dois ou com o uso de uma camisinha cortada", afirma.


Dicas para elas

Não é porque a prática se chama sexo oral que você deve utilizar apenas a boca para estimulá-lo. Experimente massagear levemente os testículos enquanto seus lábios estão em ação no pênis.

Outro truque infalível é masturbá-lo durante o oral. Capriche nos movimentos de vaivém. Incentive o tesão nele alternando sucções mais intensas com beijos suaves.

Mas cuidado para não se empolgar e dar mordidas no pênis, mesmo delicadas elas podem machucar.

É importante que a mulher sinta tanto prazer em fazer quanto ele em receber. Olhe para o parceiro enquanto beija, chupa e lambe o pênis dele. Ele sentirá ainda mais tesão ao perceber que você adora acariciá-lo desta maneira.

"Faça bem devagar e sinta cada pedacinho do pênis", aconselha a personal sex trainer Fátima Moura. Segundo ela, o melhor jeito de treinar é sentir o que está fazendo. A psicóloga e sexóloga Carla Cecarello concorda. "As pessoas devem partir logo para a situação em si. É algo instintivo", diz Carla.

Quanto a grande dúvida de deixá-lo ejacular na boca da parceira, as especialistas dizem que deve haver uma conversa e um acordo anterior à prática. "Tem de haver intimidade e a mulher tem que querer. Além disso, eles devem ficar atentos à saúde sexual de ambos", afirma Fátima.

BRINQUEDINHOS


Camisinha

Para dar ainda mais prazer e inovar no oral, vale investir em brinquedinhos
eróticos. A capa de língua é conhecida popularmente como "camisinha de língua", mas
não tem a função de evitar a transmissão de doenças sexuais.



Gel que esquenta

Os corpos geralmente esquentam quando as carícias ficam mais excitantes. E para
deixar a cena ainda mais ardente, brinque com o gel que esquenta. Coloque apenas um
pouquinho no órgão sexual, assopre em seguida e use a língua para chupar o produto
por completo.



Gel de massagem

Estimular as zonas erógenas durante as preliminares é a chave do sucesso na transa.
Então, não custa explorar cada pedaço do parceiro antes do sexo oral. Mas, para dar
um toque especial utilize géis de massagem com sabor, porque além de ajudar a mão-
boba.



Lubrificante com sabor

Os lubrificantes ajudam a língua a deslizar mais facilmente no órgão genital. Portanto, por que não dar um gostinho a mais ao oral? Escolha o sabor de sua preferência, pingue poucas gotas, espalhe com os lábios e retire com a língua.











Pênis de chocolate

Para deixar o sexo oral mais divertido e também "saboroso", uma dica de ouro é utilizar doces e bombons. Para deixar a brincadeira mais interessante, que tal usar um pênis de chocolate recheado de leite condensado? O produto é facilmente encontrado em sex shops.











DEPOIMENTOS


Pâmela Butt, atriz pornôPâmela Butt é atriz pornô da produtora Brasileirinhas e atua há dois anos e meio no mercado erótico. Experiente em cenas de oral, a gaúcha de Caxias do Sul gosta mesmo é de ser acariciada por mulheres. "Mulher é que faz oral gostoso em mim. Com homens não consigo chegar ao orgasmo", diz.

No entanto, ela é expert ao enlouquecê-los com seus lábios carnudos. "Para fazer um bom sexo oral neles tem de ser o mais guloso possível. Coloco tudo na boca até bater no sininho da goela", brinca.

Ela ainda dá dicas para garantir diversão durante a prática. "Você pega o pênis, dá bastante beijinho, coloca chantilly ou chocolate para depois lamber e chupar", ensina.


Natália Almeida, analista de sistemas

"Uma boa dica é usar Halls quando faz sexo oral no homem. Dar assopradas enquanto chupa a bala gela o pênis", diz.

Felipe Corrêa, administrador

Para nós gays, há a possibilidade de colocar em prática no seu parceiro o modo que mais o excita no sexo oral. Existe uma troca de gostos e preferências que podem ser demonstradas, visualizadas e sentidas. Diferentemente dos héteros, que iniciam sexo oral depois de certa intimidade com seu parceiro, com o gay é o inverso, primeiro existe o sexo oral para depois haver penetração. Gosto de sexo oral de qualquer jeito, mas em especial os que envolvam sorvetes, pois gosto de sentir o gelado quando excitado e a lubrificação que ele proporciona na pele.

Bruna Silvestre, publicitária

Um bom sexo começa com um perfeito sexo oral. Dar e receber é um dos meus maiores prazeres na cama. Perco um bom tempo fazendo no meu parceiro porque assim o sexo fica bem melhor. Mas para deixar o oral mais gostoso, tem a famosa bala ardidinha que dá uma sensação boa e mais prazer ainda. A situação mais constrangedora pela qual passei foi quando eu estava fazendo sexo oral no carro e, de repente, um amigo abriu a porta e, em vez de ficar quieto, ele começou a gritar e rir da nossa cara.

Túlio J, microempresário

Se vai chupar, tem de chupar com vontade; não há coisa pior para o homem que aquele sexo oral sem empolgação. Nunca deixe seu homem sem sexo oral e, de preferência, faça-o de surpresa para não parecer uma obrigação e para não ser sempre antes da penetração. O sexo oral por si só já resolve muita coisa. Usar os dentes também é interessante, mas ela tem que esperar ficar bem úmido para diminuir o atrito.

Tatiane Varella, bancária

Não é toda mulher que assume gostar de sexo oral, parece que a maioria tenta parecer recatada, santinha, mas não tenho a menor vergonha de assumir que gosto muito de fazer e receber. Sexo oral é maravilhoso, mas tem que saber fazer sem parecer uma "máquina". Sou viciada na prática e não pode ser do jeito robotizado, tem que ser com calma, acariciando, aí sim aumentando a intensidade, principalmente quando o parceiro puxa o seu cabelo para que aumente o movimento. O sexo oral na mulher não fica só no clitóris como muitos acham, tem que ser explorada cada parte da vagina. A posição 69 é muito excitante e perfeita para ambos sentirem prazer.


CUIDADOS

É claro que ninguém vai eliminar o oral do repertório sexual só porque existem alguns riscos de transmissão de doenças. Contudo, é fundamental ficar atento para diminuir os inconvenientes e, principalmente, para se manter saudável. Afinal, o oral é gostoso demais para ser posto de lado.

Segundo o urologista Roberto Kiehl, do Hospital Edmundo Vasconcelos, toda relação sexual com contato de mucosas tem maior risco de transmissão; além disso, a contaminação pode ocorrer também pelo sangue das microlesões dos órgãos genitais causadas pelo atrito na relação.

O ginecologista Théo Lerner dá uma boa dica. "É bom evitar usar fio dental antes de fazer o sexo oral, porque ele pode lesionar a gengiva e aumentar a chance de contração de doenças. Neste caso, é aconselhável somente o enxaguante bucal", diz.

E se você gosta de deixar a prática ainda mais deliciosa com doces, balas e afins, vale redobrar a atenção com a higiene após as brincadeiras. "Deve haver cuidado com perfumes, aromas e substâncias alimentícias nos órgãos genitais, pois se ficarem resíduos no local, eles podem fermentar e se decompor, favorecendo o crescimento de bactérias", alerta Lerner.

Principais doenças transmitidas

O urologista Roberto Kiehl explica que há três formas de transmissão de doenças por meio do sexo oral. São elas: transmissão por contato, transmissão sangüínea e a transmissão por secreções.

- Doenças transmitidas por contato

As mais facilmente contraídas e freqüentes são HPV e herpes.

O HPV é uma doença viral causada pelo Papiloma Vírus Humano. A transmissão ocorre pelo contato de pele com pele. Ela se manifesta através de verrugas nos órgãos genitais.

Herpes também é provocado por um vírus. Quando manifestada, a doença é facilmente percebida, porque apresenta pequenas vesículas de centro branco cercado por um alo avermelhado. Quando estas vesículas se rompem, as lesões são doloridas e o risco de contágio aumenta.

- Doenças transmitidas pelo sangue

Através do sangue podem ser transmitidos o HIV, a hepatite B, a hepatite C e a sífilis.

O HIV é o vírus da aids, que é uma doença infecciosa. Ela causa uma perda da imunidade progressiva e resulta em infecções graves. Já as hepatites B e C são inflamações do fígado.

A sífilis é uma doença infecciosa e crônica causada pela bactéria Treponema pallidum. Se não tratada, ela progride e pode comprometer outras partes do corpo, como cérebro, coração e medula. Na fase inicial, ela pode ser detectada pelas feridas que surgem nos genitais.

- Doença transmitida pela secreção

A gonorréia é causada pela bactéria Neisseria gonorrhea. Os principais sintomas são dor para urinar e surgimento de secreção no órgão genital.

COMO SE PROTEGER

"A melhor proteção para o sexo oral é a camisinha. No caso de o homem fazer na mulher, orienta-se improvisar e cortar uma camisinha masculina para colocar sobre a vagina", diz o ginecologista Théo Lerner.

O urologista Roberto Kiehl afirma que o melhor conselho às mulheres é observar o pênis do parceiro. "A mulher consegue perceber facilmente quando o pênis apresenta qualquer alteração." Apesar disso, é importante para a saúde de ambos que o homem use camisinha quando for receber o sexo oral.

Além disso, vale reforçar que tanto homens quanto mulheres devem manter cuidados de higiene nas partes íntimas. Consultar médicos especializados com freqüência também auxilia para ter uma vida sexual saudável.

Fonte: Portal Terra

Adicione tempero na sua vida sexual.


Sua vida sexual está perdendo o brilho? O tédio tomou conta do seu quarto de dormir? Não se desespere, é perfeitamente normal. Todo mundo acaba caindo na rotina de vez em quando por que rotinas são fáceis e reconfortantes.

Por mais que você queira passar uma varinha mágica sobre a sua cama para fazer sua vida sexual retomar o brilho que ela teve no passado não existe nenhum brinquedo que possa fazê-lo de forma rápida e mágica. Entretanto com um pouco de inspiração e disposição para explorar novos territórios algumas mudanças simples a conduzirão a uma rota de maior plenitude e satisfação sexual.

1 - Aprenda a se conhecer: Investigue os mistérios da sua sexualidade. O que você gosta? A respeito do que você fantasia? Nossa sociedade define o sexo de forma tão restrita que muitas pessoas tem dificuldade de imaginar outras possibilidades além do repertório usual. Comece sua investigação com uma pequena pesquisa. Compre algum guia de sexualidade como o "Sexo sem vergonha para moças de fino trato" da editora Record e leia sem nenhum preconceito.

2 - Fale fale fale: Falar com seu(a) parceiro(a) sobre sexo é crucial para desenvolver uma vida sexual de boa qualidade. Conte estórias picantes para seu parceiro(a) e peça que ele(a) conte algumas para você. Esta é uma maneira muito boa de comunicar o que vocês gostariam de explora. Se falar for difícil experimente escrever um bilhete para seu parceiro(a) ou pedir que ele(a) escreva para você, detalhando as fantasias mais loucas que gostaria de fazer. Ou combinem de fazer isto pela internet , online, como se fosse cybersex.

3 - Invente: Examine a sua rotina sexual. Você sempre pratica sexo no mesmo lugar? Na mesma hora? Cada encontro segue a mesma rotina: na mesma ordem e as mesmas atividades? Comece a imaginar outras possibilidades além das usuais. Que outras atividade a(o) deixariam excitada(o)? Se você sempre faz sexo na cama antes de dormir o que aconteceria se você fizesse de manhã ou a tarde no fim de semana quando não tem nenhum compromisso e está descansada(o)? Pense sobre os seus padrões sexuais. Vocês usualmente fazem sexo de forma rápida ou curtem por uma ou duas horas? Mude!

4 - Experimente algo novo: Numa sociedade que desencoraja a exploração sexual e nos fornece um menu muito restrito de escolhas sexuais consideradas apropriadas para pessoas "decentes" é preciso coragem para experimentar coisas novas. Entretanto, uma das melhores coisas sobre explorar novos caminhos na sua vida sexual é o fato de que isto aumenta o grau de intimidade entre os parceiros. Acima de tudo toda mudança implica em correr riscos o que em si mesmo já é um fator que produz uma aceleração na pulsação. Estabeleça o compromisso de tentar pelo menos uma coisa nova a cada mês. Pode começar de forma modesta:pratique solo play com um brinquedo novo ou experimente uma nova posição sexual. Ou faça algo mais ambicioso como uma incursão no prazer anal ou nas maravilhosas sensações propiciadas pela BDSM. Agora é a hora de aceitar seus desejos e colocá-los em prática.

5 - Agende: É isto mesmo. Marque encontro para fazer sexo! Ao planejar encontros para fazer sexo você e seu(a) parceiro(a) estão reafirmando a importância do sexo e criando tempo e espaço para o sexo em suas vidas. Ao fazer uma marca no calendário indicativa de um encontro para fazer sexo você aciona um ingrediente chave da excitação sexual: antecipação! Compromissos sexuais não devem ser como outras obrigações da sua agenda sobrecarregada eles são uma oportunidade para deixar suas preocupações de todos os dias para trás e curtir o sexo de forma total.

6 - Brinque com algum jogo: Jogos eróticos são uma maneira excelente de introduzir novas idéias no seu relacionamento.de uma maneira divertida e pouco ameaçadora. Eles também tiram a pressão que possa haver entre os parceiros. Jogos como Tentação, Kama Sutra, Jogo do toque, deixam a atividade sexual por conta da sorte tornando a brincadeira mais divertida e diminuindo a tensão.

7 - Leia: Além dos guias de sexo atualmente existe uma fascinante diversidade de livros e vídeos e sempre há algo novo para aprender. Escolha um par de livros ou de vídeos sobre algum assunto que você sempre teve curiosidade ou não sabe nada.

8 - Busque inspiração erótica: Use e abuse da "erótica": filmes, estórias, pinturas, vídeos, para descobrir o que a(o) excita. Durante esta exploração você poderá descobrir zonas eróticas que você nunca imaginou que existiam. Envolva seu/sua parceiro(a) na pesquisa, assim descobrirá aspectos desconhecidos de sua libido e também poder ser um fator de excitação. Um livro erótico pode ser um bom começo....

9 - Pegue leve: Por último mas não menos importante deixe seu quarto de dormir mais "leve". Não se preocupe tanto com performance, expectativas, formas, regras ou maneiras. Se coloque no espírito de diversão e brincadeira. Não tenham medo de rir de vocês mesmos. Quebre o gelo logo no começo com uma boa risada! Experimente colocar um vibrador tipo butterfly sobre o seu clit ou o macio buzzing ring sobre o pênis e você vai sorrir...

Divirtam-se! Não fixem sua mente em mudar ou em expectativas irreais. Nós podemos dizer como apimentar as coisas mas você vai ter que fornecer os ingredientes: entusiasmo, humor e imaginação...

Fonte: Marcia Goldstein

As mulheres são diferentes (MESMO!).


Nesta época que as mulheres lutam pela igualdade em todas as áreas talvez muitas fiquem inconformadas de saber que o estudo sobre o modelo feminino de sexualidade desenvolvido pela médica canadense, Dra. Rosemary Basson, conclui que a sexualidade das mulheres é diferente da dos homens.

O estudo, que foi amplamente aceito e endossado pela comunidade médica e científica internacional, esclarece que no modelo feminino de sexualidade a intimidade antecede o desejo. Ou seja, enquanto no caso dos homens o desejo é o fator inicial o mesmo quase nunca ocorre com as mulheres. Nada de errado com isto. A intimidade sexual pode surgir independentemente do desejo.

Os homens, mesmo os de meia idade que não tenham problema de baixo nível de testosterona, andam pelo mundo em constante estado de excitação. Basta uma imagem erótica, como o vislumbre da curva de um seio, e o homem fica excitado e deseja...intimidade!

Com as mulheres ocorre o oposto. A maioria das mulheres não fica excitada ao ver seu marido andar de cueca pela casa. Para isto elas precisam de intimidade, ou seja, abraços, beijos, troca de caricias...

Portanto enquanto o modelo para a sexualidade dos homens segue o padrão: desejo > excitação > intimidade, o modelo feminino tem uma seqüência inversa: intimidade> excitação> desejo.

Conhecermos este estudo e suas conclusões é muito importante para não nos sentirmos mais inadequadas, frigidas, frias, assexuadas, como os homens nos fizeram sentir durante séculos, se não ficamos excitadas quando eles enfiam a mão na nossa vagina ou clitóris antes mesmo de dizer bom dia!!!!

Se você deseja uma vida sexual mais satisfatória NOS SEUS TERMOS! Isto é seguindo o modelo feminino de sexualidade, tome as rédeas e conduza sua relação sexual da forma mais adequada e satisfatória para você!

Como fazer isto? Basta programar e organizar seus momentos de intimidade. Pelo menos uma vez por semana agende no mínimo uma hora, durante o dia ou logo no inicio da noite, para intimidade física.

Escolha um horário no qual as crianças estejam fora e prepare, num local confortável e privado, um cenário propicio. Use e abuse de recursos como velas, óleos para massagem sensual, musica excitante, iluminação suave etc.

Desta forma, quando a intimidade ocorrer você vai estar totalmente pronta e preparada, nos seus próprios termos, isto é, com a devida antecipação, sem pressão ou stress...E lembre-se, neste contexto, e com este cenário a intimidade é que é o fator inicial e não o desejo.

Não se esqueça que nunca é tarde para novos truques, brincadeiras e explorações. Não deixe a rotina invadir seu quarto de dormir. Dê uma olhada no nosso guia de brinquedos com várias dicas e sugestões, de mulher para mulher, e lembre-se: desejo e freqüência sexual não dependem de idade mas da duração do relacionamento.

É normal as coisas esfriarem um pouco num relacionamento antigo ou ficarem um pouco mais demoradas... mas com os brinquedos e cenários adequados pode-se superar as dificuldades e aumentar prazer!

Divirta-se, nos seus termos!

Fonte: www.jardimdeva.com

Dia internacional do orgasmo.


Dia 31 de julho é o Dia Internacional do Orgasmo. Criada há oito anos na Inglaterra, a data resultou de uma artimanha de casas de sex shop britânicas. Além de aquecer as vendas, elas buscavam uma discussão maior sobre a sexualidade feminina.

Infelizmente, a data ainda está longe de ser motivo de comemoração entre as mulheres. Segundo a psiquiatra Carmita Abdo, coordenadora do Projeto Sexualidade, da Universidade de São Paulo (USP), cerca de 26% das mulheres brasileiras têm dificuldade em atingir o orgasmo. Um número relativamente alto, se comparado ao percentual de 4% masculino.

Caracterizado como a terceira fase do ciclo de resposta sexual (desejo, excitação, orgasmo e resolução), o orgasmo é o máximo da excitação durante a transa. "O desejo é alcançado por meio das fantasias sexuais e dos órgãos do sentido. A partir de então, esse mesmo desejo cresce e promove uma série de mudanças no corpo. A pessoa fica mais excitada, a face enrubesce e a respiração e o coração aceleram. Todo o corpo participa do processo, caracterizado pela ereção no homem e a lubrificação da vagina na mulher", explica a médica. Atingido o orgasmo, a pessoa entra na fase da resolução, onde o corpo retorna à condição anterior ao desejo.

Mas e as mulheres que não conseguem atingir o orgasmo? "É importante saber que o desejo sexual é condição fundamental para atingir o orgasmo. Pessoas que têm dificuldades em atingi-lo precisam, em primeiro lugar, procurar entender as razões, que podem ser inúmeras", afirma a sexóloga Carmen Janssen.

E isso varia de fatores emocionais até doenças físicas. "Quando a mulher sente desejo, mas não consegue atingir o orgasmo, provavelmente, o problema decorre de algum bloqueio emocional. Mas quando a falta do orgasmo vem acompanhado de falta de desejo e de excitação, outros fatores podem ser os responsáveis. Por exemplo, doenças como diabetes, hipertensão, depressão e problemas cardíacos", conta Carmita.

Importante: Cobrar o próprio orgasmo, principalmente durante o ato sexual, é altamente nocivo, pois agrava ainda mais o problema. Quem vai para a cama com essa preocupação martelando na cabeça acaba correndo sério risco de se frustrar ainda mais.

Fonte: Portal Terra

Sexo seguro.


Se você tiver algum tipo de preocupação quanto à possibilidade de contrair alguma doença sexualmente transmissível ou ficar grávida quando não o desejar então o sexo provavelmente não será divertido e prazeroso não importa o que você faça.

Em outras palavras obter segurança quanto aos seus cuidados para um sexo com segurança e controle de natalidade é uma das mais importantes para sua satisfação sexual.

Esta seção vai focalizar exclusivamente suplementos para sexo seguro. Para métodos de controle de natalidade efetivos, consulte um médico ou um posto de saúde.

Sexo seguro tem a ver com as precauções que devemos tomar para prevenir o contágio por doenças sexualmente transmissíveis. Além da AIDS, a mais temida das DST existem inúmeros outros vírus e infecções que podem passar entre parceiros sexuais: hepatite, herpes, clamidia, sífilis e gonorréia são as mais comuns. O risco destas doenças varia de sofrimento e infertilidade até a morte. Através de algumas praticas de sexo seguro você pode reduzir ou eliminar o risco de transmissão

A chave para sexo seguro é impedir que os fluidos do corpo, que podem conduzir vírus ou bactérias, sejam transmitidos entre as partes. Sangue, sêmen e líquidos vaginais são todos fluidos que podem transmitir doenças sexualmente transmissíveis (DSTs).

Masturbação individual ou conjunta não envolvendo a troca de fluidos é uma atividade de baixo risco. Havendo troca de fluidos contudo você deve usar algum tipo de ‘barreira”: preservativos, luvas, protetores bucais são projetados para impedir que os fluidos passem entre as partes. Os preservativos são usados principalmente em pênis e em acessórios de penetração mas existem preservativos para mulheres.

A maioria dos preservativos é feita em látex mas o poliuretano vem sendo usado para fabricar preservativos para pessoas sensíveis ao látex. Uma forma de atingir um bom nível de segurança na atividade sexual é decidir que grau de risco você quer assumir e comunicar para seu parceiro.

Como defensoras do uso de brinquedos sexuais gostamos de chamar a atenção para o fato de que brincar com acessórios sexuais é uma atividade de baixíssimo risco! Desde que você mantenha seus brinquedos separados (não compartilhe com ninguém) ou use preservativos quando for compartilhar.

Preservativos de Látex.

Do ponto de vista de saúde pública usar “preservativos” de látex para penetração pênis-vaginal e/ou pênis-anal, é um habito que pode fazer a maior diferença na luta contra as doenças sexualmente transmissíveis (DSTs).

Protetores em Látex

Uma forma de se proteger ao fazer sexo oral em uma mulher (cunnilingus) e ao lamber o ânus de alguém (analingus) é utilizar finos retângulos de látex. Uma dica importante: colocar um pouco de lubrificante à base de água no lado do protetor voltado para a pessoa que está como receptadora pode ajudar a ampliar suas sensações.

Infelizmente se você está acostumada a fazer cunnilingus sem uma proteção, mas agora sente que pela sua própria segurança e de sua parceira (o) deve utilizar uma barreira protetora a transição poderá ser bem difícil.Se isto continuar sendo difícil para você mesmo com a pratica, por favor, compreenda que não há nenhuma vergonha em usar as mãos como alternativa: particularmente se você aproveitar para beijar alguém apaixonadamente ou sussurrar ao seu ouvido ao mesmo tempo.Sexo com as mãos ao invés de com a boca pode ser muito bom...

Luvas de látex

Em especial quando alguma parte da pele de suas mãos estiver machucada (ou se houver alguma chance de entrar em contato com sangue) e se a situação de seu parceiro no que diz respeito a DST/AIDS for desconhecida luvas de látex podem fazer sentido para penetração utilizando a mão ou os dedos.Também podem ser úteis se você desejar penetrar no ânus de seu parceiro usando seus dedos e tiver preocupação com limpeza (já que tão logo tenha terminado poderá tirar a luva e jogá-la no lixo).

As luvas de látex negras são uma grande alternativa neste caso pelo fato de serem pretas parecem “descoladas”.

Alternativas para pessoas com alergias a Látex.

Para pessoas alérgicas a látex podem ser necessários produtos feitos com outros materiais.Se você for alérgica, a camisinha em poliuretano pode ser a opção (atenção o poliuretano não estica tanto quanto o látex). Para cunnilingus ou analingusem em caso de alergia a látex sua melhor opção provavelmente é a de usar papel plástico de cozinha (atenção não aquele que pode ser usado no microonda).Para mãos e dedos luvas de Nitril são bons substitutos (veja em lojas de produtos hospitalares).

Fonte: www.jardimdeva.com

Sex Shops - O que tu queres sabem elas...

As sex shops são a Disneylandia dos adultos. Vinte anos depois da abertura primeira loja lúdica em Portugal não faltam espaços para todos os gostos, carteiras e fetiches. Comprar um brinquedo íntimo nunca foi tão fácil...

Longe vão os tempos em que as senhoras desviavam o olhar da montra e os homens enchiam o peito antes de entrarem no Espaço Lúdico, a primeira sex shop a abrir em Portugal. Inaugurada em 1990 por uma empresa espanhola, a polémica loja do Conde Redondo, em Lisboa, agitou as mentalidades da época, mas também desbravou caminho para as muitas outras que entretanto foram surgindo no país.

Uma delas foi a Megasex, aberta há cerca de 15 anos em plena Calçada da Glória, também na capital. Na altura, lembra o encarregado Jorge Viana, “a vergonha era mais que muita e havia quem preferisse dar uma volta enorme à colina e esperar depois que o elevador partisse para não ser visto por ninguém a entrar”.

Hoje, só na Grande Lisboa há dezenas de lojas especializadas em brinquedos sexuais. As mais conhecidas são as cinco pertencentes ao “império” Contra Natura (dirigido ironicamente por um ex-seminarista) e as duas da Megasex, mas também há outras “clássicas”, como o Animatógrafo do Rossio ou a Audácia.


Nos últimos anos começaram a surgir alguns espaços mais softs, destinadas a um público (cada vez mais vasto) que procura algo menos explicito, mas atrevido quanto baste. É o caso da Eroteca, no Parque das Nações, onde se pode aprender a fazer uma massagem sensual, ou da GineEspaço, em Campo de Ourique, exclusivamente para mulheres.

No Porto, além da Erosfarma, há ainda a Casa d`Eros, a De Corpo & Alma ou a Maison Rouge, por exemplo, enquanto em Coimbra ganhou fama o Paraíso Azul e em Braga a D`Lux Relax.

Já no interior do país é mais difícil manter uma loja destas aberta, mas em Porto Alto (Samora Correia) o espaço Afrodite 100% continua a afrontar os bons costumes locais…

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades

Desengane-se quem pensar que as sex shop são só para homens de barba rija. Nos últimos anos tem-se assistido a uma procura cada vez maior por parte das mulheres e até já há lojas, como a Megasex da Calçada do Carmo, onde a maioria da clientela é do sexo feminino. “Talvez porque conseguiu-se desmistificou a imagem negativa criada inicialmente pela sociedade. Hoje até as senhoras sabem que aqui não há nada de pecaminoso”, diz Jorge Viana.


Já os gostos e preferências continuam a ser bem diferentes. Enquanto eles compram filmes pornográficos, estimulantes e vibradores, elas procuram sobretudo “massagadores corporais” e peças de lingerie.

O rol de produtos à disposição é, no entanto, bem mais variado, havendo brinquedos e outros adereços para todos os gostos. Bolas chinesas, bombas de vácuo, chicotes de couro, algemas cor-de-rosa ou botas em latex são apenas alguns dos habitués, mas há outros ainda mais imaginativos, como cuequinhas comestíveis ou preservativos em forma de Pai Natal.

Se Maomé não vai à montanha....

Quanto a timidez é maior que a curiosidade também já há várias alternativas. A mais discreta é sem dúvida a internet, por onde proliferam um sem-número de lojas virtuais, algumas delas já vocacionadas para grupos específicos, como os gays ou os adeptos do sado-masoquismo.


A mais divertida para as mulheres é, no entanto, a moda das “tuppersex”, uma espécie de reinvenção das antigas reuniões da Tupperware, mas agora com objectos sexuais a fazer a vez das caixinhas de plástico.

O conceito chegou a Portugal em 2007 pala mão da Maleta Vermelha, que já organiza encontros em todo o país. A fórmula é simples: a anfitriã fica encarregada de “expulsar” de casa o namorado ou o marido, enquanto as vendedoras vêm apetrechadas de 1001 brinquedos e outras tantas dicas e explicações. No final são poucas as participantes que saem de mãos a abanar…

Fonte: Lifecooler

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Viciados em sexo.


A ciência ensina o que fazer no dia a dia para que o sexo seja ótimo aos 20, 30, 40, 50, 60…
por Diogo Sponchiato.

Médicos e cartomantes compartilham uma velha obsessão: prever, cada um à sua maneira, o futuro da vida alheia. Nas cartas, o tarô busca apontar quando aparecerá a tão sonhada cara-metade. Por meio de análises rigorosas, a ciência sabe predizer, agora, até quando uma pessoa se exercitará sobre a cama — com a sua cara-metade ou não. Um trabalho da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, acompanhou mais de 6mil homens e mulheres de 25 a 85 anos para formular um novo índice, a expectativa de vida sexual. A questão é que, diferentemente de um grande amor, que parece ser providenciado pelo destino, o porvir entre as quatro paredes do quarto depende, e muito, dos nossos hábitos.

“Observamos que um organismo pobre em saúde também sofre um bom abatimento da atividade sexual”, diz Natalia Gavrilova, uma das responsáveis pelo estudo. Isso significa que as pessoas seduzidas pelo sedentarismo, pela privação de sono ou por uma dieta gordurosa estão antecipando sua aposentadoria em matéria de diversão a dois. “À terceira década de vida, homens com um estado geral deficitário terão mais 30 anos de relações sexuais intensas, enquanto os sadios apresentarão no mínimo mais 37 anos”, revela Natalia. Não é diferente com as mulheres. As saudáveis ganham quase cinco anos extras de muito, muito prazer.

É inevitável que, em meio a esses achados, a gente toque em um assunto: seria então o envelhecimento um obstáculo ao sexo? “O problema não é a idade em si, mas as doenças que costumam aparecer com ela”, avalia a psiquiatra Carmita Abdo, coordenadora do Projeto Sexualidade do Hospital das Clínicas de São Paulo. Por isso, é preciso coibir desde cedo os fatores que desencadeiam obesidade, hipertensão…

A pesquisa americana aponta que a ala masculina, embora viva menos, desfruta por mais tempo das relações sexuais. “Diversamente dos homens, as mulheres enfrentam a derrocada dos hormônios com a menopausa, o que afeta a libido, a lubrificação vaginal e a vaidade”, justifica a ginecologista Carolina Carvalho, da Universidade Federal de São Paulo. Mas nenhum marmanjo deve sair por aí cantando de galo. “O estudo também mostra que os homens perdem muitos anos de vida sexual devido a doenças crônicas, como males cardiovasculares e diabete”, alerta Otto Chaves, chefe do Departamento de Andrologia da Sociedade Brasileira de Urologia.

Pelas preliminares desta reportagem já dá para sentir que a expectativa de vida sexual espelha, na realidade, nossos hábitos. Quem não fuma e foge dos abusos alcoólicos, por exemplo, sai por cima. A seguir você confere por que suar a camisa, afastar o estresse ou dormir bem também faz toda a diferença para manter-se na ativa por anos e anos.

EXERCÍCIO FÍSICO

Caminhar, correr, nadar, andar de bicicleta… Escolha uma modalidade ou combine todas elas e você irá ganhar um bônus: uma vida sexual bem mais quente. A ciência já tomou nota de que a atividade física previne problemas que amolecem o rala e rola. A começar pelo combate da obesidade, que dificulta as relações a dois. “Os exercícios ainda melhoram a circulação do corpo inteiro”, diz o cardiologista Carlos Serrano, da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. Assim, com o fluxo sanguíneo livre, o pênis não pena tanto para conquistar e manter as ereções e a vagina consegue ficar lubrificada com mais facilidade.

Fonte: Luana Céu

Calcinhas comestíveis.


As calcinhas comestíveis são feitas de gelatina, bem fininha, imitando um tecido. No mercado, são encontradas em diversos sabores e modelos diferentes. É um material erótico utilizado, normalmente, para estimular a prática do sexo oral. Porém, nem todas as pessoas topam utilizar este tipo de acessório, pois a calcinha comestível é vestida pela mulher, como uma calcinha normal.

Por ser feita de gelatina, a calcinha comestível vai derretendo aos poucos, conforme o corpo da mulher vai ficando umedecido. Para as preliminares, este é o grande detalhe deste objeto. Conforme a mulher é tocada e vai ficando excitada, a calcinha se desfaz e, no sexo oral, o homem pode abusar das carícias sobre ela, fazendo-a sumir.



Alguns homens não gostam das calcinhas comestíveis, por elas estarem em contato direto com as genitais da mulher, e ter que engolir este tipo de material não é agradável a eles. Na verdade, a calcinha comestível não precisa ser propriamente devorada, basta que ela fique um pouco molhada que se desmancha, além disso, quem não gosta do sabor das calcinhas ou da situação de ter de engoli-las, pode jogar com elas rebentando as alças e fazendo sexo oral já sem elas.

Muitas mulheres têm curiosidade em utilizá-las com seus parceiros, mas nem todas se sentem à vontade para isso. Apresentar este tipo de material ao parceiro requer bastante intimidade, pois ele pode se negar a tocar na calcinha comestível e, de certa forma, broxar a relação sexual.

Em se tratando de sexo, não se pode esquecer da fantasia, e é neste ponto que a calcinha erótica mexe. Sabe-se que homens e mulheres têm um certo fetiche sobre a calcinha, existe todo um jogo pra retirá-la, o desejo de fazer sexo oral sem tirá-la e ainda, alguns homens gostam de somente colocá-la de lado um pouco na hora de fazer sexo.

A calcinha comestível entraria neste jogo como um acessório que está ali, mas desmancha, ou seja, ela não atrapalha a excitação do homem ou da mulher. E como se parece muito com uma calcinha comum, a fantasia pode rolar solta na hora do sexo oral. Ela pode ser arrancada com a boca, pode ser lambida até desaparecer, pode-se fazer sexo oral por cima dela, pode-se transar com pedaços dela ainda intactos na frente, dos lados e atrás no corpo da mulher, ou seja, inúmeras coisas podem ser pensadas e realizadas com um pequeno acessório.

Cabe lembrar que este tipo de material serve para estimular a criatividade e a prática do sexo oral, mas não quer dizer que seja necessário utilizá-la ou que precise ser comida. Neste caso, comestível é somente pra denotar que o material pode ser engolido ou entrar em contato com a boca.

Pode-se experimentar o uso da calcinha comestível, mas se um dos parceiros não se sentir à vontade com ela, não precisa ficar com vergonha ou sentir-se esquisito. Não existe regra no sexo, nada é lei. Gostar de determinado objeto erótico ou não é coisa do indivíduo, e cabe a ele poder dizer isso pra que seu relacionamento e sua sexualidade possam ser aproveitados da melhor maneira possível.

E gostar de utilizar este tipo de acessório também não é problema. O problema é impor ao outro seu uso. Mas, nada melhor do que apresentar a calcinha erótica pro parceiro ou pra parceira e ver o que pode acontecer. Surpresas sempre são bem vindas quando se trata de sexo.

Fonte: Anne Griza - Sexologa

Faça sexo em lugares inusitados.


Existem no planeta inúmeros lugares onde definitivamente precisamos fazer sexo antes de morrer.

Sob o título original 101 lugares donde practicar sexo antes de morir, os espanhóis Marsha Normandy e Joseph Saint James lançaram recentemente uma obra que não peca pela imaginação!

Se a maioria de nós recorremos aos velhos lugares imaginários quando pensamos nos lugares inusitados para fazer amor, e se não falta em nossa imaginação mesa de cozinha, banheiros públicos, ônibus etc. Marsha e Joseph utilizam leveza e humor para nos propor outros lugares muito mais criativos.

Lugares de difícil acesso, perigosos ou que exigem um grande esforço, todos apresentam uma certa “dificuldade” que vão de 1 (para os mais fáceis) a 5 (para os mais difíceis).

Variante do popular “amor na praia” os autores propõe o amor na cabana (ou barraca) do salva-vidas, importante não esquecer a toalha para evitar a desagradável areia nas nádegas.

Para aqueles que praticam ginástica os autores trazem ideias loucas sobre o que fazer com os inúmeros aparelhos…

A ideia da obra não é propor que realizemos uma maratona de sexo nos mais variados lugares, mas nos fazer sair da rotina sexual, ter prazer neste tipo de jogo, aprimorar a imaginação…

A obra tem relatos de lugares engraçados e surpreendentes e inicia com a seguinte frase: “há muitas coisas na vida que deveríamos provar antes de morrer; uma delas é sair da cama e fazer sexo apaixonado em qualquer outro lugar”

A posição número 26 do livro, por exemplo, dá dicas de como fazer sexo em cima de uma máquina de lavar roupas: “Praticar sexo em cima de uma lavadora é como ir a um hotel de luxo com uma cama vibradora só que melhor, porque é grátis e seguramente mais higiênico. Pegue as roupas, coloca-as na lavadora, acione o programa mais pesado e mostre a tua amante o m…m…m…muito que…t…t….tu….podes…”

Você se lembra quando foi à última vez que fez amor em um lugar insólito?

Fonte: Sexocult

sexta-feira, 23 de julho de 2010

O prazer segundo os astros.


Áries
As posições ideais são as que a deixam no controle da situação, como deitar o parceiro na cama e "montar" sobre ele, dominando, assim, a profundidade da penetração e o ritmo. Movimentos circulares com o quadril ajudam a esquentar a transa. Suas zonas erógenas são orelhas e pescoço.


Touro
A posição de bruços, com o parceiro ajoelhado sobre a taurina, beijando e massageando suas costas, é excitante para este signo. As zonas erógenas são o pescoço e a nuca. Tocar os lábios nessas regiões deixa qualquer mulher de touro toda arrepiada, o olfato tambem é um dos pontos de excitação da taurina.


Gêmeos
A geminiana adora que ele use a boca, de qualquer maneira. O parceiro da mulher deste signo deve beijar e lambiscar cada centímetro do corpo dela sem pressa. Sua posição ideal é quando os dois deitam-se de lado. olhando bem nos olhos. As zonas erógenas são a ponta do dedo mindinho e o antebraço.


Câncer
A posição ideal é com o parceiro sentado com as pernas separadas e a mulher em seu colo, de frente. A penetração é instantânea e, para mantê-la, é aconselhável passar as pernas em torno das costas dele. Sexo com os olhos nos olhos e intenso contato físico. A principal zona de prazer é os seios. Peça ao parceiro para brincar com eles de todas as formas.




Leão
A leonina ama as preliminares e ser tocada no corpo inteiro. Suas posições eróticas precisam do máximo de estímulo sexual. Uma delas consiste em o parceiro sentar-se com as pernas separadas, de frente para a mulher. Ela "monta" nele para que possa penetrá-la. Depois se dão as mãos e a leonina se inclina para trás, sobre as pernas dele. A coluna é um ponto de extrema sensibilidade. Basta passar a língua nela para levar a garota de leão às alturas.


Virgem
Gosta de retardar a hora H até o último minuto. Técnicas sofisticadas e quentes a deixam bem excitadas, como ele sentado com as pernas esticadas, e ela sobre o parceiro, praticamente ajoelhada. Ele a sustenta, abraçando-a pela cintura. Seu ponto de prazer é o umbigo e toda a área ao redor, até os pêlos pubianos.


Libra
Gosta de relações sexuais demoradas. Uma das posições preferidas consiste em deitar-se de barriga para cima, com as pernas apoiadas nos ombros dele. O parceiro deve ficar ajoelhado, com os braços erguendo a cintura da mulher. Para facilitar o encaixe, erga bem o bumbum. A zona erógena está localizada na base da espinha.


Escorpião
A mulher deste signo gosta de inovar na cama. No caso do sexo oral, prefere sentar-se sobre o rosto dele. A posição erótica indicada pelos astros é ele deitado de barriga para cima e a mulher em cima dele, mas de costas para o parceiro. Ambientes exóticos, com velas e incenso, estimulam a mulher de Escorpião. As partes mais sensíveis estão concentradas em torno do clitóris.


Sagitário
Para se excitar, a sagitariana costuma gostar de se masturbar enquanto ele brinca com seus seios. Adora também faxer sexo oral nele. A posição de pé, apoiada com as mãos na parede, de costas para o parceiro, deixando-o penetrar, é uma das preferidas da mulher de Sagitário. A parte interna das coxas, próxima aos pêlos púbicos, é um de seus pontos erógenos.


Capricórnio
A capricorniana gosta de ser acariciada. A posição perfeita para realizar sua necessidade de controle é com o parceiro ajoelhado e sentado sobre as pernas. Ela senta-se no colo dele, mas de costas. Dessa forma, poderá não só comandar o ritmo da relação, mas masturbar-se. Na mesma posição, só que com penetração anal, é tambem uma das posições preferidas da capricorniana.A curva atrás do joelho, subindo até o glúteo, são as partes mais sensíveis segundo os astros.


Aquário
As posições desafiadoras a excitam. Uma delas é de pé, de frente um para o outro, com o corpo dele enlaçado por uma das pernas da aquariana, o que permite a penetração. Uma dica é dar o ritmo da aceleração com movimentos de quadril. A zona astro-erógena é o joelho.


Peixes
Uma posição bem erótica consiste em o casal deitar-se de lado, ele por trás da mulher. Então, em uma masturbação mútua, o parceiro coloca o pênis entre as pernas da amada, em contato com o clitóris. Quando estiverem prontos, a pisciana deve inclinar-se para frente, deixando-o assumir o controle. O adicional de prazer dessa posição é que ele fica com as mãos livres para acariciá-la. Os dedos e os pés são as zonas erógenas. Ela adora receber beijos e mordidas neles.

Fonte: Flavinha (meninasmaldosas.blogspot.com)

Zonas Erógenas Femininas.


O texto abaixo procura detalhar e dar dicas de como explorar as partes conhecidas por "zonas erógenas".

Orelha
O lóbulo, a cavidade do pavilhão e a área atrás da orelha têm sua sensibilidade aumentada durante a relação. Quer um estímulo oral antes da hora H? A dica é ele usar a boca, os dentes e a língua para te mordiscar. Elogios e pequenas safadezas sussurradas podem ser uma opção. Se os dois toparem a brincadeira, claro.

Língua
Quem não adooooora beijo na boca? Que tal, então, incrementar? Experimente sugar a língua bem de leve, como se sugasse um pedaço de pudim de uma colher. Com certeza ele vai entrar na brincadeira e fazer o mesmo com você. O beijo é uma carícia que se curte junto. Use a criatividade!

Mãos
Beijos, lambidas, mordidas leves que podem subir para o antebraço, parte interna dos braços e terminar com beijos na boca são poderosos afrodisíacos. Outra dica é fazer você explorar ao máximo seu sentido do tacto. Use suas mãos e passeie pelo rosto e corpo dele.

Auréola
Os seios são uma zona erógena especial, principalmente a ponta e a auréola. Mas é preciso cuidado para tocá-los: a dica é sempre começar com carícias bem leves, que podem ser tanto suaves beliscões como mordidinhas. Que tal propor uma massagem? Peça para ele deslizar as mãos sobre você.

Barriga
Aqui valem os toques mais vigorosos, feitos com a palma das mãos. Excelente local para ser estimulado quando os dois estão de pé e ele te abraça por trás. O complemento pode ser beijinhos na nuca.

Parte interna da coxa
Lambidinhas que começam na virilha e se estendem até o joelho, sempre pela parte interna das coxas, são muito excitantes, ainda mais quando são feitas como complemento ao sexo oral. Abuse dos toques e não tenha vergonha de pedir a ele.

Pés
Bom local para começar os jogos eróticos: você se deita e o parceiro massageia seus dedos dos pés, primeiro com toques mais intensos, depois mais leves. Dica: finalizar com muitos beijinhos.

Clítoris
Carícias no clítoris te levam facilmente ao orgasmo. Elas podem ser feitas com a boca, língua, mãos ou pelo movimento dos corpos durante a penetração. O clítoris é uma região sensível e o ideal é estimulá-lo quando você estiver mais relaxada. Se ainda estiver tensa, as carícias podem até provocar incómodo.

Nuca
Aqui nem é preciso tocar: basta uma respiração mais ofegante para provocar arrepios. Mas se quiser colocar uma pitada de tempero na carícia, peça para ele usar a língua e os lábios. Ele pode beijar e lamber sua nuca com calma e complementar a carícia com leves toques nas costas.

Costas
Os toques subtis, feitos com a ponta dos dedos ou unhas, despertam essa zona, mas peça para ele ir devagar e explorar ao máximo: beijinhos e lambidinhas caem bem, mas se quiser sentir arrepios na espinha, brinquem com um gelo, passando-o levemente e alternando com beijos e toques mais calorosos.

Fonte: Tuga (http://www.mundodastribos.com/zonas-erogenas-femininas.html)

Zonas Erógenas.


A vontade de procriar é que move instintivamente o ser humano em busca de sexo. Mas desde que o humano descobriu que poderia brincar com a sensação deste ato, a história deve ter ficado com certeza bem mais divertida. Estava descoberta a sexualidade.

Uma das coisas que ainda incomoda, principalmente à mulher, é a dificuldade de explorar suas regiões mais sensíveis, as zonas erógenas, capazes de predispor ao sexo.

Aliás, saber explorar estas regiões é uma das maiores dificuldades do ser humano.

Não se iluda, pois os homens também sofrem quando não descobrem como agradar a uma parceira.

O sexo inclui “o outro”, mesmo quando é feito por meio da masturbação, pois o cérebro precisa fantasiar. É aí que tudo começa. “Todos os humanos chegam ao orgasmo pelo cérebro. O cérebro não é zona erógena, mas é o órgão que permite e que contém a percepção do instinto que leva ao coito e a resultante procriação”, definiu o presidente eleito da Sociedade Brasileira de Sexualidade Humana (SBRASH), ginecologista Paulo Roberto Bastos Canella.

O jogo sexual que envolve sedução, excitação e consumação do ato sexual em si, e precisa ser bem praticado. Para as mulheres as dificuldades de excitação ainda tendem a ser maiores. Reprimidas por séculos, apenas na década de 1960, quando surgiu a pílula anticoncepcional, elas descobriram a liberdade e finalmente o prazer sem culpa.

O médico Paulo Canella explica que cada pessoa é capaz de descobrir o que mais a excita, no corpo, na mente e na vida. “A preferência varia de pessoa para pessoa. Cada mulher descobre o que mais a excita quando se toca”, disse. As experiências pessoais é que formarão as impressões sobre o assunto.

Se o cérebro é quem comanda a brincadeira, qualquer parte do corpo pode ser explorada de maneira erótica. Tudo depende das fantasias e dos fetiches. Não é diferente no homem.

“Qualquer parte do corpo pode ser erógena. Mas são assim chamadas as áreas que manipuladas desencadeiam a excitação sexual e predispõem ao coito, mamas, mamilos, nádegas, ânus, ventre, vulva, clitóris são as áreas genitais erógenas, e áreas como pescoço, coxas, lábios e qualquer outra podem ser erotizadas, dependendo da fantasia e dos fetiches”, destacou o médico.

Outra coisa importante, segundo doutor Paulo Canella, é saber “como, onde e quem vai tocar”, e isso só tende a melhorar a qualidade do sexo. E a conversa franca é o melhor termômetro para saber o que agrada e como agradar ainda mais. Isto vale para qualquer tipo e nível de relacionamento.

Quando houver dificuldade em alcançar o prazer no ato sexual, o melhor a fazer é realmente buscar pela ajuda de um especialista. O médico ginecologista, o psicoterapeuta e o sexólogo são alguns dos profissionais que podem colaborar na resolução: “Ainda é um tabu a queixa de problemas sexuais para grande número de pessoas em especial para o ginecologista. As mulheres procuram terapeutas e dão preferência aos do sexo feminino”.

Liberte-se para o prazer! Mas não se esqueça de que sexo é parceria, e de que é preciso respeitar as escolhas de cada indivíduo. Até mesmo daqueles que optarem por abdicar da atividade sexual.

Fonte: Patricia Esteves Grosman

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Tamanho pode ser documento?


Um dos maiores fantasmas do universo masculino é o tamanho do pênis. Em geral, os homens – e muitas mulheres – tendem a acreditar que o comprimento peniano tem a ver com uma boa performance sexual.



De acordo com o médico ginecologista e sexólogo, Amaury Mendes Júnior, isso é crendice popular. “A parte mais sensível e erógena da vagina é o terço externo, isto é, logo na entrada, e não lá no fundo perto do útero. De onde se conclui que pênis muito comprido pode até incomodar e se for para pensar em medida, deve-se priorizar a circunferência e não a extensão; se for mais largo, melhor”, detalha o doutor.



É razoável, até esteticamente, que o parceiro não tenha o pênis pequeno demais. Mas no que diz respeito a alcance de prazer, o médico explica que existem motivos fisiológicos para valorizar mais a largura do que o comprimento. “O terço externo da vagina é a região mais sensível feminina, é o local onde se forma a plataforma orgástica, e de onde o prazer surge. Portanto se formos pensar em prazer na penetração, um pênis largo gera mais estímulos na área externa da entrada da vagina que se irradiaria por todo o corpo”, explica o ginecologista.


Para casos em que o pênis são maiores, é possível diminuir o desconforto com uma boa lubrificação. O médico garante que, salvo casos muito raros, a vagina se adapta a qualquer medida, se a mulher tiver com um nível de excitação elevado.


“A vagina é um órgão elástico e distensível, sendo capaz de acomodar qualquer pênis em seu interior, se convenientemente estimulada e excitada, pois aumenta de tamanho tanto em sua extensão quanto em seu diâmetro, o que facilita o contato sexual, estando a mulher relaxada. Portanto, o segredo para uma relação feliz e prazerosa seria a completa lubrificação vaginal”, finaliza doutor Amaury.

Fonte: http://papointimo.terra.com.br/sexo/

sábado, 10 de julho de 2010

Fantasias Sexuais.


Mais uma matéria publicada pela Fátima Mourah que é "Personal Sexy Trainer", professora de artes sensuais e autora dos livros "Sexo pra mulheres casadas" e "Sexo, amor e sedução". Dá palestras e cursos de striptease, pompoarismo, pole dancing, como atingir o orgasmo e massagem erótica.

Uma das maneiras mais gostosas e interessantes de se apimentar a relação é fazer uso das fantasias sexuais. O objetivo é liberar a criatividade do casal, colocando um fim na rotina, além de ajudar muito a mulher a descobrir sua sensualidade, colocando para fora a deusa do sexo existente em toda mulher.

O que é uma fantasia sexual? A fantasia sexual pode ser entendida como sendo um conjunto de imaginações referentes a sexo que trazem estímulos para o prazer. São representações mentais, em que a pessoa se vê protagonista de situações que a estimulam e despertam os seus desejos mais ardentes.

Segundo Joseph LoPiccolo, autor do livro "Descobrindo o Prazer": "A fantasia sexual é um meio de envolver o corpo e a mente para o prazer sexual". Por que é bom ter fantasias sexuais? São indispensáveis para a relação, pois têm grande capacidade afrodisíaca e servem de estimulantes para a relação sexual.

As fantasias sexuais ajudam a potencializar a sexualidade trazendo formas novas de viver a relação; ajuda na busca de um prazer maior; estimula as idéias sobre situações; ajuda no modo de se produzir tornando-se mais atraente e se sentindo mais segura. Tudo isso acaba melhorando a auto-estima do casal. Eles se tornam cúmplices um do outro e se tornam cada vez mais íntimos, melhorando muito o relacionamento.

Segundo especialistas, as fantasias sexuais quando bem aproveitadas ajudam a desenvolver a sexualidade e permitem que as pessoas desafiem tabus.

Segundo pesquisa realizada pela "Sociedade Brasileira de Sexualidade Humana" (SBRASH), com 200 homens e 832 mulheres entre 16 e 59 anos, todos têm fantasias sexuais. É inerente ao ser humano, independente de idade. São reflexos saudáveis das necessidades e desejos não satisfeitos por imposições e repressões de uma sociedade conservadora.

Geralmente as fantasias masculinas dão ênfase ao contato erótico e na relação sexual em si. As fantasias que traduzem o desejo de sexo são as preferidas pelos homens. E traduzem sempre a afirmação da masculinidade, ou seja, "o ser bom de cama" , "o máximo".

Segundo a pesquisa feita pela "SBRASH", as fantasias preferidas dos homens são:
- Transar com duas mulheres ao mesmo tempo; (47%)
- Fazer sexo com mulheres famosas; (21%)
- Fazer sexo em grupo;(12%)

Enquanto o homem se excita com algo que se relacione diretamente com o sexo e o poder masculino, a mulher é mais romântica, ela vai ligar a fantasia a lugares e situações românticas.

Mesmo a mulher bem sucedida profissionalmente, a mulher moderna, deseja ser amada e se imagina em situações cheias de amor e desejo. Geralmente as fantasias femininas dizem respeito aos respectivos parceiros. Até nas fantasias as mulheres são mais fiéis aos sentimentos.

A pesquisa revelou que as principais fantasias femininas são:
- Fazer sexo em lugar romântico (cabana, praia, lago); (36%)
- Fazer sexo com homens famosos; (24%)
- Fazer sexo dominada pelo parceiro; (13%)

Não importa qual seja a sua fantasia, o importante é respeitar seus limites. Se o casal estiver bem sintonizado a fantasia vai funcionar muito bem. Agora se o parceiro ou parceira não concordam, pode ser frustrante. Por isso o casal precisa estar sempre dialogando sobre o que é bom para os dois, inclusive o local para realização da fantasia.

Quando o assunto é sexo em lugar inusitado, o elevador é campeão. Embora haja situações mais apimentadas, também a prática cotidiana, como lugares diferentes na própria residência também podem ser uma ótima fantasia.

Não importa qual seja a sua fantasia sexual, o importante é vivê-la da melhor maneira possível.


Fonte: Fatima Mourah

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Lingeries para as mais Gordinhas.



Pessoal, li uma matéria publica pelo blog "Manual prático da Gordinha" o qual divulgo o endereço "URL" no fim desta matéria, e por achar interessante e muito oportuno para divulgá-lo, o fiz. A lingerie é uma peça de roupa íntima que deve estar presente em todos os momentos e não somente quando se tem a prentensão de mostrá-la e quando bem escolhida faz a diferença.

"E não é porque somos gordinhas que seremos desleixadas com a nossa roupa de baixo, não é mesmo? Mas escolher a lingerie certa pode fazer toda a diferença! Existem lingeries sexys e confortáveis ao mesmo tempo. Duvida? Vou sugerir alguns modelos, medidas e materiais que ajudarão muito."

Se você acha que renda penica, é porque usou renda vagabunda (com o perdão da expressão). Uma renda de qualidade é, inclusive, macia. Mas, se mesmo assim você não suportar usar renda, há um outro material muito sexy e confortável, o tule. Tenho certeza que você acaba de pensar naquele tule duro e horroroso de saia de bailarina. Mas o tule de lingerie é miudinho e super macio, é um material muito confortável e extremamente sexy, já que tem transparência. Vale a pena apostar.



Se você tem muito quadril e bunda, procure por lingeries GG, mesmo que seja uma batalha árdua. Ninguém fica bem com aquela calcinha apertada, dividindo você em dois. O melhor modelo de todos é o da imagem ao lado. Fica super bem em quem é avantajada nessa área. Eu encontrei esse modelo em tamanho GG na C&A, acredite se puder! Tem que procurar muito, mas tem como encontrar. Na Renner também tem às vezes. Tenho duas da C&A extremamente confortáveis e lindas! (Outros exemplos: 1, 2, 3 e 4)

Muito bem, vamos aos "soutiens". Primeiramente, se você tem muito seio, não use alças finas. Além de cortarem a circulação e fazerem mal para a sua saúde, acabam tornando-se extremamente incômodas. Prefira alças mais largas (veja também esse, esse e esse). Talvez seja muito difícil encontrar um modelo de soutien bonito e com alças largas, portanto as alças padrão acabam sendo a saída. Mas nada de alças superfinas! E não importa se você tem muito ou pouco seio, fique sabendo que o bojo não foi feito para aumentar os seios (a não ser que seja o bojo bolha). Ele foi feito para moldar, deixar os seios com um aspecto redondinho e na altura certa. Se você teve a sorte de nascer com seios dignos de capa de revista, não precisa de bojo e pode ou não usá-lo. Mas se você tem seios avantajados, provavelmente será uma boa ideia moldá-los com um bom bojo.

Por fim, nada como uma boa depilação feita a cera. Se for optar por esse método, faça um dia antes, para que a pele não esteja irritada na hora H.

Fonte: http://manualpraticodagordinha.blogspot.com

Lingeries: Sinta-se a qualquer hora do dia "Bonita" e "Sensual".


Se sentir confiante é o primeiro passo para ser sedutora e isso não vale apenas para as noites de encontro. A qualquer hora do dia, é bom saber que debaixo do seu terninho de executiva ou seu vestido de passeio existe uma boa calcinha e um belo sutiã. Na pior das hipóteses você não irá morrer de vergonha, se for surpreendida por um ventinho traiçoeiro.

Assim como as roupas que adoramos comprar, as lingeries são peças fundamentais para a mulher. As funções de sustentar, moldar e proteger partes sensíveis (e maravilhosas) do nosso corpo são básicas. As que muitas moçoilas ignoram é que elas conferem beleza e segurança.

De que adianta investir metade do salário num vestido deslumbrante e por baixo dele ter peças de segunda? Mesmo a beleza que só você vê é importante, porque se achar bonita é essencial para, de fato, ser bonita.

Nas aventuras a dois, nem é preciso argumentar. Homens apreciam um corpo bem adornado com rendas e fitas. Mesmo que eles fiquem afoitos para desembrulhar você, a cena vai ficar gravada na memória dele e ele vai ficar ansioso para ver o "próximo capítulo".

As dicas para renovar seu estoque de peças íntimas da forma correta são:

Escolha modelos do seu tamanho. Calcinhas e sutiãs apertados revelam gordurinhas indesejadas e dão um acabamento feio a sua roupa;
Tenha variedade de cores e modelos. Cores neutras e modelos sem costura são invisíveis sob peças claras. Existem ocasiões especiais e trajes que comportam perfeitamente (e até pedem) rendas, bordados e aplicações como, por exemplo, sutiãs com alças trabalhadas sob camisetas;
Varie os formatos. Tenha sutiãs meia-taça, com bojo, cruzados atrás, sem alças, de cetim, de algodão, espartilhos… Disponha de calcinhas com a lateral fina, com fio-dental, em modelos confortáveis tipo menininha;
Invista em peças boas. Existem modelos no mercado quase descartáveis que desmancham após a primeira lavagem. Isso é jogar dinheiro fora. Lingerie durável é uma preocupação a menos;
Mantenha peças exclusivas para seus momentos a dois. Cinta-liga, meias, persex, camisolinhas e conjuntinhos diferenciados também devem compor seu “arsenal” íntimo.

Divirta-se. Troque idéias com amigas, procure peças diferentes na internet, participe e promova chá-de-lingerie para uma amiga que vai casar. Esse mundinho feminino pode ser muito instrutivo e prazeroso.
Não adie sua satisfação pessoal, nem deposite tudo o que você tem de melhor só em ocasiões especiais com outras pessoas. Desfrute com você mesma as coisas boas. Se isso se tornar um hábito, você nunca vai deixar de estar plena, só ou acompanhada.

Fonte: http://papointimo.terra.com.br/sexo/lingerie

domingo, 4 de julho de 2010

Pompoarismo: Ginastica Sexual - Homem!



Para àqueles que ainda nunca houviram falar a respeito, nesta matéria pretendemos comentar um pouco sobre o mundo do "Pompoarismo Masculino".

Exercícios para: Fortalecer a ereção, controlar a ejaculação, prolongar a duração do ato sexual, aumentar seu prazer, experimentar orgasmos múltiplos.

Estes exercícios ajudarão a trazer mais consciência, vida e energia para seus órgãos sexuais, e com maior consciência, você saberá exatamente quando parar de se estimular, antes daquele ponto sem retorno.

Isto é a chave para os prazeres ilimitados. Uma nova dimensão espera por você.

Seja paciente e gentil com você mesmo, pois alguns exercícios podem ser combinados com outras atividades diárias, como: dirigir, no escritório, assistindo TV, e é claro, quando você faz amor.

Em primeiro lugar, vamos preparar o corpo para poder receber estes prazeres. Faça isso todo dia, pelos próximos trinta dias e você verá resultados fantásticos.

Os primeiros dois passos são:

- A respiração;

- O exercício de alguns músculos.

Você já notou sua respiração enquanto está muito excitado? Você respira pela boca e enche o peito de ar, criando tensões desnecessárias ao seu corpo. A respiração natural é o primeiro segredo para expandir e prolongar seu prazer sexual.

É a chave para gerar altos níveis de excitação, conter essa energia no corpo e relaxar. A respiração natural e consciente ajuda você a ficar mais presente, prolongando seu prazer sexual, expandindo toda a carga erótica pelo seu corpo, e desta maneira você poderá ter mais e mais prazer.

Escolha um lugar tranqüilo, calmo, onde ninguém o perturbe. Vista roupas bem confortáveis, ou fique nu como você se sentir melhor. Sente-se confortável, com a coluna reta, e simplesmente comece a notar sua respiração, sem querer mudar nada, veja se é profunda ou rasa, se você respira no peito ou na barriga, se é rápida ou lenta.

A respiração é a nossa mais íntima conexão com a vida. Agora inspire profundamente pelo nariz, relaxe os músculos abdominais, e enquanto você inala, deixe que seu abdômen se expanda. Agora exale, soltando o ar pelo nariz.

Fique consciente do intervalo natural entre inalar e exalar.

Isso, repita, inale e deixe seu abdômen se expandir, enquanto você enche seu pulmão de ar, agora exale, continue respirando, inale e exale, sinta o ar entrar e sair.

Esta é a respiração natural. E através da respiração natural seu corpo se torna mais saudável e sensível para o prazer.

Agora vamos para o segundo passo: Exercitando alguns músculos.

Você sabia que tem em seu corpo alguns músculos que usados devidamente, pode aumentar sua excitação, manter sua ereção mais forte e por mais tempo, controlar sua ejaculação e prolongar seu prazer?

Mas simplesmente saber desses músculos não é o suficiente, temos que exercitá-los.

Estes músculos são chamados de pubococcígeno e músculos do esfíncter anal.

Vamos começar com o primeiro, o pubococcígeno. Onde está ele?

O Músculo pubococcígeno é aquele músculo situado no períneo (região entre o órgão genital e o ânus) que entra em ação quando interrompemos o fluxo da urina.

Para você poder localizá-lo e familiarizar-se com ele, quando você for urinar, interrompa o fluxo algumas vezes, você vai saber exatamente qual é e onde ele está.(coloque a mão para senti-lo)

Depois que você localizou este músculo, vamos iniciar os exercícios.

- Primeiro exercício: Toda vez que você for urinar, interrompa o fluxo da urina por varias vezes, você pode começar este exercício pela manhã, quando acorda naturalmente com a bexiga cheia.

- Segundo exercício: Sente-se confortavelmente com a coluna reta, comece a contrair o músculo pubococcígeno em rápidas e curtas contrações (10 a 30 vezes), coloque toda a atenção nesta área, até se sentir bem com isso, você sentirá seu pênis se mover enquanto contrai o MPC.

Agora vamos fazer isto junto com a respiração Enquanto você inala, contraia o MPC, segure (conte até seis) exale, solte e relaxe o MPC, lembre-se relaxar este músculo é tão importante quanto contraí-lo. (faça isto de 30 a 100 vezes). Sinta se existe alguma sensação na sua área genital.

No começo deste exercício é normal que você contraia a barriga e o músculo anal.Com a prática você vai conseguir isolar e exercitar somente o MPC.

- Terceiro exercício: Ok, vamos agora para o último exercício do MPC, para este exercício você deve estar despido e em pé diante do espelho.

Comece contraindo e relaxando o MPC, faça isso por 20 a 50 vezes, olhe seu pênis se movendo, pra cima e pra baixo, olhe os movimentos, assim, a medida que os músculos ficam mais fortes, os movimentos serão mais vigorosos.

Estes são os três exercícios do MPC.

Os benefícios de um MPC fortalecido são: Melhora no seu desempenho sexual aumentando a sensibilidade, melhora na duração e no poder do orgasmo, e com o tempo e prática conseguir conter a ejaculação.

Agora vamos começar a trabalhar outros músculos; os músculos do esfíncter anal.

- Primeiro exercício: contração anal.

* Sente-se em uma posição confortável pra você, comece a tomar consciência de sua região anal, coloque o foco de sua atenção exatamente no ânus;

* A tendência natural é contrairmos as nádegas, a barriga e as coxas. A única contração necessária e a do ânus, o resto do corpo fica totalmente relaxado;

* Para você poder identificar este músculo, lembre-se de alguma vez em que você teve dor de barriga e teve que segurar, pois é exatamente este músculo;

* Contraia e solte, note se você esta contraindo outros músculos, mantenha sua barriga relaxada, continue contraindo e soltando até você poder identificar bem este músculo;

* Muito bem, agora inale e contraia o músculo anal, segure assim pelo tempo que for confortável para você;

* Exale e relaxe o ânus. Relaxe seu corpo e sinta as sensações que isto provoca; sensações de calor, frio, formigamento são sinais de que o músculo esta trabalhando;

* Faça este exercício por pelo menos 30 dias, começando com 25 repetições, aumentando gradualmente para 50 repetições, três vezes ao dia;

* Lembre-se, isto requer prática, não se desencoraje, com o tempo você vai fazer este exercício perfeitamente;

* No começo talvez você não consiga contrair e segurar por muito tempo, não se preocupe, pratique;

* Este exercício tem benefício direto sobre a próstata, que controla a ejaculação, fazendo com que a ereção tenha muito mais vigor e libera você de tensões na área genital, que geralmente bloqueiam o fluxo de energia sexual;

* As contrações do músculo anal com certeza vão aumentar sua excitação sexual, use isso enquanto você faz amor.

- Segundo exercício: Movimentando a pélvis.

O propósito deste exercício é aprender o movimento correto da pélvis, combinado com a respiração natural.

Estes movimentos são essenciais para o ato sexual. Muitas pessoas não conseguem isolar e mover a pélvis. Este método é muito simples e eficiente.

* Deite-se de costas em uma superfície firme;

* Dobre seus joelhos, até que seu calcanhar fique debaixo dos joelhos, mantenha a sola do pé totalmente apoiada nesta superfície;

* O espaço entre os joelhos deve ter a largura de seus quadris;

* Deixe suas mãos apoiadas ao lado de seu corpo;

* Exale e levante sua pélvis, fazendo um arco com as costas, e quando inalar, volte a posição anterior;

* Repita este movimento de 3 a 5 minutos, todo dia;

* Deixe a parte superior do seu corpo totalmente relaxada, e faça os movimentos como se fossem ondas em sua espinha;

* Estes movimentos soltam seu corpo, e ajudam a despertar o movimento natural do orgasmo;

* Depois que você estiver familiarizado e com prática deste movimento, acrescente mais intensidade, fazendo junto contrações dos músculos que você exercitou antes; O músculo anal e o MPC (músculo pubococcígeno);

* Quando exalar, levante a pélvis contraindo o músculo anal e o pubococcígeno, inale, relaxe os músculos e volte a posição anterior;

* Outra variação deste exercício é fazê-lo de pé; abra suas pernas até que seus pés fiquem na largura dos ombros, dobre um pouco seus joelhos e faça os mesmos movimentos do exercício anterior.

- Terceiro exercício: respiração, contração anal do MPC , ponto de pressão da próstata, que fica localizado no períneo e conexão com o chakra do coração.

Massagear o períneo freqüentemente é ótimo para dores e desconforto nos testículos, especialmente depois de ter prolongado por muito tempo a masturbação ou o ato sexual, aliviando as tensões acumuladas nesta área.

O ponto da próstata fica exatamente no meio do caminho entre o ânus e os testículos, e é importante que você aprenda através de sua própria experiência qual é a pressão certa a ser aplicada neste ponto tão logo você sinta que a ejaculação está para acontecer, ou seja, um pouco antes do ponto sem retorno. Você pode usar esta técnica também quando estiver em uma relação sexual.

Neste exercício você estará praticando basicamente o controle da ejaculação, aprendendo a retardá-la e manter seu nível de excitação, mas lembre-se isso tem que ser feito um pouco antes que a ejaculação comece, porque uma vez começada, esta técnica não fará efeito.

Reserve um tempo só para isso, escolha um lugar que você se sinta confortável e que ninguém o incomode.

* Comece a masturbar-se e estimular-se do seu jeito, como você costuma fazer;

* Vá até aquele ponto um pouco antes do orgasmo e pare com toda a estimulação. Inale devagar e profundamente pelo nariz, retenha o ar (pelo tempo que for confortável para você). Simultaneamente contraia o músculo anal, o MPC e coloque seus dedos (três dedos do meio) no ponto de pressão da próstata e faça uma pressão firme. (segure assim até você exalar);

* Exale, retire os dedos, solte os músculos e relaxe. Coloque sua mão direita sobre os genitais e a esquerda sobre seu coração e imagine, dirija e sinta essa energia do seu centro sexual movendo-se para cima, em direção ao seu coração;

* Espere por alguns momentos, simplesmente sentindo as sensações;

* Comece a se estimular novamente e repita os passos acima, faça isso várias vezes.(faça no mínimo quatro vezes, e no máximo o quanto você achar confortável e prazeroso);

Atenção: Se você tem problemas na próstata, não aplique a pressão do períneo. A retenção de ar também e contra indicada para pessoas que tenham problemas cardíacos, úlceras e problemas de pulmão.

Se depois de tudo isso você quiser ter um orgasmo, ok, mas dirija-o do seu centro sexual para cima, da mesma maneira que você fez no exercício (esqueça as contrações, simplesmente sinta essa energia se movendo para cima), se não, fique com as sensações de sua experiência.

Lembre-se, esta pode ser uma experiência nova para você, portanto não fique muito preocupado com resultados imediatos, eles podem ou não acontecer logo de início.

O que vai determinar quando eles acontecerão são basicamente; o seu momento, a prática, sua entrega e abertura para novas experiências.

Obs: No começo você pode se distrair e perder a coordenação com a auto estimulação, respiração e as contrações, isso é normal, mas não desanime, com a prática isso deixará de te atrapalhar.

Fonte: Egyppcia Lingerie