domingo, 3 de outubro de 2010

Tudo sobre sexo oral.

Em tempos de AIDS, falar em sexo oral seguro já dá uma idéia do que pode ser considerado “seguro”. O sexo oral também exige o uso de preservativo no homem e de camisinha feminina na mulher. Alguns podem pensar: que estranho fazer sexo oral em alguém usando algum tipo de proteção, que sem graça.

A princípio pode parecer sem graça ou estranho, mas sabe-se que existe uma possibilidade de se contrair o vírus da AIDS através do sexo oral. A boca é cheia de pequenas fissuras, pela escovação, pelo atrito dos dentes na língua, por feridas que possam ter em decorrência de mastigação, por exemplo. E o pênis ou a vagina, durante a higiene ou mesmo durante o sexo oral, podem sofrer também pequenos arranhões ou fissuras.

Sabe-se que se contrai o HIV quando o sangue de uma pessoa infectada entra em contato direto com o sangue de outra pessoa, não infectada. E durante a prática do sexo oral, estando a boca em contato com o pênis ou a vagina, esta possibilidade é real.

Mesmo que seja dito que uma das formas mais difíceis de se contrair o vírus da AIDS seja pelo sexo oral, existe a possibilidade e o melhor é evitar. Existem no mercado camisinhas masculinas de diversos sabores e odores, que facilitam esta prática sem o gosto do látex, se este for um motivo. Também existem preservativos mais finos, que deixam o pênis mais sensível ao toque da língua e da boca.

No caso de sexo oral na mulher, o uso da camisinha feminina é imprescindível. Como o preservativo da mulher é muito caro e também não se encontra em qualquer farmácia, uma alternativa é o uso de filme plástico para a proteção. Isso mesmo, filme plástico, aqueles que se coloca para envolver alimentos. Ele é atóxico, não desmancha em contato com o corpo e não possui furos, o que protegerá os parceiros de um possível contato direto.

E mesmo que duas pessoas infectadas com o vírus da AIDS façam sexo oral, elas precisam tomar as mesmas precauções. Com o tratamento para o HIV, as taxas do vírus tendem a diminuir no organismo dos indivíduos e, se elas transarem com alguém infectado sem o uso de proteção, essas taxas vão aumentar pela troca nos organismos dos vírus.

Já existem indícios de que o vírus da AIDS entrou em mutação, portanto, cuidar-se é a melhor solução para evitar qualquer problema mais tarde. Viver é um bem precioso, e poder viver a vida em sua totalidade é o que todo mundo espera. A vida de alguém com o HIV pode ser normal, até certo ponto, mas o melhor é não contar com isso, e sim, evitar esta doença que tem levado tantas pessoas à morte.

Portanto, sexo oral seguro é aquele feito com proteção. Não tem outro jeito de evitar as DST’s se não for usando camisinha. No início pode parecer estranho, pois, como diz a linguagem popular: “usar camisinha é como chupar bala com o papel”, porém, com o tempo e a habilidade, colocar a camisinha e fazer sexo oral utilizando-a se tornará muito normal e até bastante excitante.

Fonte: Anne Griza (Sexologa)

Nenhum comentário:

Postar um comentário