quarta-feira, 30 de março de 2011

Pimenta no SEXO dos outros é...

O site feminino do IG, o “delas” dá dicas para apimentar o sexo. (por Tati Bernardi)

COMENTÁRIOS DESSA COLUNISTA:

Lembro quando um namorado meu inventou de me vendar. Eu estava na sala da casa dele, assistindo a novela das oito, quando ele começou a descer as escadas escondendo algo e com cara de tesão. As luzes estavam todas acesas, eu estava podre depois de um dia de mais de dez horas de trabalho e morreria por uma pizza inteira daquelas bem trash, tipo frango com catupiry. Ele não me perguntou nada e já foi me cegando crente que estava abafando. O lenço tinha cheiro de perfume feminino e fiquei o tempo todo me perguntando quem tinha esquecido aquele pano maldito na casa dele. Quem tinha sido a vaca que tinha brincado de vaca cega. Não consegui relaxar. Até que falei: vamos pedir uma pizza e depois a gente pode brincar disso mas vai ser com algum lencinho meu, limpinho e tal, e daí você me conta quem foi a puta que esqueceu essa merda dessa desgraça de lenço aqui. Ele não só ficou uma semana sem querer transar como ainda me fez pagar a pizza.

VEJAM AS DICAS:

1. Use um gel excitante, faça uma massagem, coloque o preservativo com a boca, tente um filme erótico;

2. Uma massagem tailandesa também é uma maneira criativa para esquentar as coisas;

3. Saiba provocar. Quanto mais os dois resistirem à penetração, mais prazerosa será a relação. Uma dica é ler um pouco sobre sexo tântrico;

4. Varie sempre as lingeries, mesmo quando for só para dormir com ele. Prepare bem o ambiente, com velas e aromatizantes. Use frutas ou um licor para brincar com o parceiro;

5. A aptidão física está intimamente ligada à vida sexual, promovendo o condicionamento;

6. Visite um sex shop (e deixe os preconceitos em casa). Fantasias, cremes comestíveis e estimulantes para ele e para ela não vão faltar…

7. Mude de ambiente. Um grande mal dos casais que já vivem juntos ou que um deles mora sozinho é ter o mesmo quarto como o único cenário das transas. Vão ao motel, transem no carro, em um lugar público. E fuja daquela sequência sexual repetitiva que os casais sempre montam.

Fonte: Revista Alfa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário