sábado, 28 de maio de 2011

O que nós amamos na cama... "Para ele ler"...

Carinho, criatividade e uma boa pegada fazem qualquer mulher felicíssima na cama. Parece óbvio para você? Pois não é para o seu querido. Por isso, preparamos esta matéria para ele aprender com detalhes o caminho que a levará aos céus.

Sim, meu caro, nós sabemos que para excitá-lo basta a visão de uma gostosa nua. Nos incendiar é um pouquinho mais complexo. Sabe aquela piadinha que circula na internet e mostra o controle masculino do tesão com um único botão e o feminino com milhares? A situação é exatamente essa. Mas nada de se desesperar. NOVA entrega tintim por tintim o que você precisa fazer para deixar sua gata em ponto de bala - e pedindo mais! Não tem desculpa para não encarar esta excitante lição de casa.

Ser chamada de deusa do sexo

"Gosto que ele note sempre que estou perfumada", confessa Meire Vieira, de 32 anos. Acredite, amigo, elogios são um dos mais poderosos afrodisíacos do mundo. "Não há mulher no mundo que resista a eles, e nada é mais quente que uma garota com auto-estima elevada na cama", diz Milly Lacombe, no livro Segredos de uma Lésbica para Homens (Jaboticaba). "Vale falar bem da roupa, do cabelo, do corpo, do olhar, da boca... Qualquer mimo verbal é bem vindo. Quanto mais desejada ela se sentir, mais libido colocará na transa." Detalhe: antes de sair tagarelando, fique sabendo que o elogio precisa ser sincero. "Ao contrário dos homens, que nunca percebem quando estamos fingindo, nós notamos quando você é falso", provoca Milly. Por isso, escolha uma característica que realmente o excite e então valorize!

Falar - e ler! - sobre sacanagem

"Adoro papos picantes enquanto faço amor", conta Suelen Ivanik, de 20 anos. "Melhor ainda quando meu homem cochicha palavras quentes no meu ouvido durante a transa." Animou-se? Pois excite-a com a sua voz. Seja doce, suave, sensual, safado. Se precisar de ajuda para encontrar um tema, dê uma olhada nos contos eróticos (todo mês publicamos um em NOVA!) ou até descreva uma de suas fantasias.

Sentir o tamanho do seu tesão

"Sabe o que me deixa maluca na cama? Quando rebolo bastante o quadril e ouço do meu amor: 'Pára que não estou mais agüentando, vou chegar lá!", diz Flavia Lemos, de 36 anos. "Aí, quem não consegue se segurar sou eu." Já Deise Romero, de 25 anos, tem outra tática para medir a excitação do gato. "Deito a cabeça no peito dele e sinto os batimentos do coração", revela. Viu como o seu tesão nos esquenta? Isso não significa que você precise gritar ou gemer o tempo todo, mas já seria bom se liberasse algum feedback sonoro durante a transa... "Dessa forma, sua mulher saberá que está realmente agradando", diz William Granzig, professor da clínica de sexo da Universidade de Miami. Não faz seu estilo falar durante o ato? Depois que saírem do quarto, comente sobre alguma posição ou carinho que ela tenha feito - e você adorou!

Ver seu esforço para criar o clima

"Quando sacamos que você perdeu tempo preocupado em nos agradar, ficamos sexualmente mais interessadas", garante Milly. Como demonstrar esse cuidado? Os antigos gregos acreditavam que o amor entrava pelos olhos. E nós continuamos acreditando. Criar uma atmosfera iluminando o quarto com velas pode fazer maravilhas pela libido da sua gata. Investir em uma boa música de fundo também. "Por outro lado, deixar a tevê ligada cacarejando programas e comerciais não é uma boa idéia", alertam Jamie Goddard e Kurt Brungardt, no livro Segredos Sexuais das Lésbicas que Todo Homem Deveria Saber (Record). Outro tiro certeiro é deixar uma garrafa de vinho ou champanhe gelando, preparar um gostoso banho quente para ela, encher a cama com pétalas de rosas... Se quiser ganhar pontos extra, invista na criatividade e apareça com óleos aromáticos, gel lubrificante, chantilly e até acessórios eróticos para apimentar a transa. Acredite: não tira pedaço, não toma muito do seu tempo e garante uma mulher absolutamente derretida em seus braços.

Assistir a outros casais em ação

Sim, nós gostamos de ver fitas ousadas para ligar os motores. Então, não tenha medo de aparecer em casa com um DVD proibido para menores. "Filmes eróticos são uma inspiração e tanto!", diz Marcele Ramos, de 24 anos. Verdade que preferimos as com um pouco que seja de enredo e diálogos, sacou?

Ganhar looongas preliminares - dentro e fora da cama

Esqueça aquela história de que as tão faladas preliminares se resumem a beijos no pescoço e amassos alguns minutos antes da penetração. Elas começam muuuito antes disso... "Uma mulher precisa ser constantemente encantada, mimada, paparicada", ensina Milly. "Não é suficiente conquistá-la uma única vez só e achar que para o resto da vida você vai tirar a roupa e gritar gol. A sedução tem que ser diária: o jantar romântico sem motivo aparente, o carinho desinteressado, o presente fora de hora, o elogio inesperado." Trocando em miúdos, homem esperto de verdade investe em preliminares antecipadas!

Você pode estar pensando: mas isso dá trabalho... Vale a pena, pode acreditar. Garante o sucesso do projeto mulher-louca-por-sexo-com-você. E aí, na hora do rala-e-rola, continue no mesmo pique. "A trilha para o coração e para a calcinha de uma garota não é um procedimento seriado - beijar, mexer em seus seios, no clitóris e então, mandar ver", fala Jamie Goddard. "É tudo um jogo. A forma como você segura a mão dela, olha em seus olhos e se aconchega..." Tem mais: sexo bom significa estar presente durante cada momento, e não simplesmente fazer coisas mecanicamente para chegar logo ao que interessa: a penetração e o orgasmo. "Adoro quando ele entra por baixo dos lençóis e vem me beijando desde os pés", conta Olga Medeiros, de 27 anos. Aliás, beijos são mesmo tudo nessa vida: na boca, no bumbum, nos seios... Para criar uma gostosa conexão com sua amada, você pode também explorar aos poucos o corpo dela com as mãos e boca, acariciar, massagear, beliscar, morder, arranhar, usar penas, um tecido suave.

Deixar a mente viajar por terrenos proibidos

"Enquanto as fantasias masculinas são geralmente práticas, as nossas são longas, praticamente novelas", conta Milly. "Elas têm um começo (e nele, todos os personagens estão de roupa), meio e fim. E mesmo as que envolvem cordas, algemas e chicotes, possuem um certo romantismo." Muito bem, querido, essa é a hora de brincar de imaginar uma terceira pessoa entre vocês, combinar de tratá-la como uma desconhecida (em vez de adorável esposa), deixar-se dominar... Ou mesmo assumir o controle da transa. Amamos pegada e virilidade, desde que com delicadeza. "Perco o fôlego quando meu namorado me agarra com força, como se estivesse me obrigando a fazer amor", diz Graziela Lopes, de 21 anos. "Então, me deita e me toma em seus braços com carinho."

Receber sexo oral

Pode apostar: uma boa sessão de sexo oral nunca será considerada desperdício para uma mulher. Por ser macia, quente e escorregadia, sua língua consegue nos fazer ir ao paraíso e voltar várias vezes. O segredo é começar tocando e lambendo a região por cima da calcinha e só depois fazer uma aproximação direta. E você não vai precisar utilizar manobras complicadas. Desenhar o abecedário com a língua ou usá-la como quem lambe um selo já rende estrelas e sinos tocando. E mais: enquanto brinca com o clitóris, com a palma da mão virada para cima, introduza um dedo na vagina, girando delicadamente no sentido horário. As chances de você encontrar o ponto G, e da sua mulher acabar se viciando nessa carícia, são enormes!

Experimentar travessuras (nunca antes) ousadas

O livro é antigo, mas continua funcionando às mil maravilhas. "Tenho um Kama Sutra de bolso que não sai da nossa mesa de cabeceira", fala Marisa Alves, de 31 anos. "Dá vontade de treinar todas as posições, uma por uma!" Fernanda Lira, de 28, prefere consultar na internet: "Meu amor imprime a pose que quer testar e deixa em cima do travesseiro". Captou a mensagem? Aproveite para sugerir as mais inacreditáveis acrobacias: o teleférico do prazer, balé sublime, cruzamento safado...

Sonhar com os anjos

Nosso jeito preferido de terminar a noite continua sendo adormecer aconchegada no seu peito, de preferência enquanto você conta histórias. "Dormir abraçadinha me faz sentir protegida e ter vontade de repetir tudo outra vez assim que acordar", confessa Leila Moraes, de 26 anos. Convencido?

Fonte: NOVA Comospolitan

Nenhum comentário:

Postar um comentário