sábado, 28 de maio de 2011

Sexo anal em evidência.

O que ficava evidente nos filmes eróticos cada vez mais bate à porta de casais. Saiba em detalhes como a festa no lado B pode ser a cereja do bolo do seu prazer. Mais: posições ousadas, de iniciante ao nível mais avançado. Experimente!

Texto Amora Fortes e Letícia Pauli / Foto Caio Mello

As mulheres mais incendiárias na cama não vivem sem. E até aquela sua amiga com cara e certificado de boa moça confessou que não vê a hora de experimentar. O hit do momento quando se trata de prazer é um velho conhecido tabu: o sexo anal. "Ele faz parte de quase todas as minhas transas", conta a advogada Cecília, 29 anos. "Já cheguei ao orgasmo apenas com penetração por trás e a sensação de poder, de fazer o que pouquíssimas mulheres ousam praticar, é incrível", garante ela. Orgasmo? Sim, é possível chegar lá pela porta dos fundos. "O ânus está cheio de terminações nervosas, é ultrassensível à dor, e por consequência ao prazer também", explica o urologista e terapeuta sexual Celso Marzano, autor do livro O Prazer Secreto. E, apesar de não apresentar um botãozinho mágico como o clitóris, algumas de suas inervações estão interligadas às da vagina. Mariana, 26 anos, já sentiu essa ligação bombástica: "Parece que o clitóris fica mais sensível conforme meu namorado se encaixa. Aproveito para me masturbar. A sensação é intensa".

Ok, a brincadeira pode ser bem dolorida também. Se o bonitão forçar a barra, o esfíncter, músculo da região anal, contrairá como defesa do corpo. E aí vai arder como chama! Mas para tudo há um jeitinho. "Seu amor pode encostar o pênis sem fazer pressão e esperar que o músculo relaxe para depois iniciar a penetração", orienta a sex trainer Fátima Mourah. "Vale pedir a ele que dedilhe a área ao redor, dê beijos e lambidas", orienta a sexpert. "O erro é deixar que deslize o pênis como quando entra pela vagina’, avisa Cecília. "É melhor encaixar o dito-cujo como se fosse um parafuso, fazendo pequenas rotações para vencer a resistência com menos dor", ensina a praticante. Quer mais ideias? Aqui há posições e todo o apoio técnico que só NOVA dá.

Exploração à 10ª potência

Quem disse que você precisa esperar até que a prática os leve à perfeição para sair satisfeita da experiência? O estímulo do clitóris, dos mamilos e de outras regiões erógenas pode e deve ocorrer simultaneamente à penetração anal. "Estando em ponto de bala, o relaxamento aumenta e seu corpo trabalha naturalmente na busca pelo prazer", ensina a sex trainer Fátima. Estimuladores clitorianos são ótima opção. Outra possibilidade é tirar partido de um vibrador com curvatura exata para fricção do ponto G. "O Rodrigo trouxe um desses para a cama e me desafiou dizendo que queria me assistir chegando lá de todos os jeitos possíveis. Viciei!", lembra Cecília.

4 posições de ataque

Existem muitas opções além da típica cachorrinho. Eleja a sua ideal!

1. Colherinha safada

Você fica de lado e o seu querido se encaixa por trás, o que facilita controlar totalmente o ritmo da penetração. E ela não costuma ser muito profunda nessa posição.
Nível: iniciante.

2. Missionário nas estrelas

O lindo fica por cima e você por baixo, com os pés apoiados nos ombros dele e os joelhos flexionados, como se estivesse na cadeira do ginecologista. Você fica com as mãos livres para estimular o clitóris, e o principal: terão contato visual direto. A penetração é mais profunda que a da colherinha. O pênis também entra mais facilmente, pois o relaxamento do ânus é total.
Nível: intermediário.

3. Cadeira tentadora

Fique de pé diante da cadeira e apoie as mãos no encosto. Coloque uma das pernas em cima do assento. O bonitão se encaixa por trás e inicia a penetração. Essa posição é ótima porque ele fica com espaço livre para acariciar seu clitóris. A penetração não é tão profunda, mas o malabarismo excita por poder ser praticado fora da cama.
Nível: intermediário.

4. Cavalgada do pecado

O moço deita de costas e você - de frente ou de costas para ele - vai descendo aos poucos sobre o pênis. Essa posição dá um controle bastante intenso da profundidade, mas também é sinônimo de uma penetração consideravelmente profunda. Se quiserem turbinar o momento, peça a ele que suba e desça o quadril para dar um ritmo mais rápido à penetração.
Nível: avançado.

Passagem dupla

Lembra aquele sonho com vários homens a desejando? Para as praticantes de sexo anal, a distância entre devaneio e realidade diminui. Às iniciantes, a sexóloga Carla Cecarello aconselha usar o acessório para penetração por trás e deixar que seu homem tome conta da situação na frente. Um plugue anal tem tamanho adequado e cumpre a função de estimular o lado B muito bem. Está expert? Escolha um vibrador com estimulador clitoriano e convide seu querido para o melhor da festa.

Facilitando o free pass

» Seu querido pode e deve, primeiro, simular com o dedo. Quanto mais ele brinca, melhor. Assim como, na hora H, usar uma camisinha bem lubrificada e ainda passar camada extra de lubrificante no local.

» Dica da ala masculina: em dias férteis, sua excitação atinge o ápice. Com mais tesão, você relaxa e torna tudo muito mais fácil e prazeroso.

» Você teme pagar mico com a sujeira que podem encontrar lá atrás? Faça uma ducha íntima com kits vendidos em farmácias. Ela ajuda a injetar água no canal do reto, eliminando surpresas indesejáveis ali. Também evite praticar sexo anal logo após as refeições. Há um efeito gastrocólico que nos dá vontade de ir ao banheiro.

» Na hora da penetração, faça força para fora. O ânus se dilata e envolve o membro com maior facilidade.

É proibido!

» Nunca permita que seu parceiro dispense a camisinha. Por ser lubrificada, ela facilita o ato e ainda protege os dois de contaminações.

» Usar xilocaína, nem pensar! Por ser um anestésico poderoso, vai inibir toda sensação que possa ter e você nem perceberá se a região ficar machucada.

» Nunca partam para a penetração vaginal sem antes trocar o preservativo e fazer a higiene local com água e sabão.

Compre o gel para "Massagem Anal DREAM"... www.sexshopdesejointimo.com.br

Fonte: NOVA

Nenhum comentário:

Postar um comentário